SÃO PAULO - A Vale vendeu uma participação de 60% no capital total do projeto Bayóvar, de exploração de rocha fosfática no Peru, para a Mosaic e para a Mitsui. A Mosaic pagará US$ 385 milhões por uma fatia de 35% no empreendimento, enquanto a Mitsui desembolsará US$ 275 milhões por 25% do capital total do projeto. Após as vendas, a Vale ainda manterá o controle do projeto Bayóvar, com 51% do capital votante e 40% do capital total do empreendimento. O projeto Bayóvar fica em Sechura, no departamento de Piura, no Peru, e consiste em uma mina de céu aberto com capacidade de produção de 3,9 milhões de toneladas métricas por ano e um terminal marítimo. A conclusão está prevista para o segundo semestre de 2010.

SÃO PAULO - A Vale vendeu uma participação de 60% no capital total do projeto Bayóvar, de exploração de rocha fosfática no Peru, para a Mosaic e para a Mitsui. A Mosaic pagará US$ 385 milhões por uma fatia de 35% no empreendimento, enquanto a Mitsui desembolsará US$ 275 milhões por 25% do capital total do projeto. Após as vendas, a Vale ainda manterá o controle do projeto Bayóvar, com 51% do capital votante e 40% do capital total do empreendimento. O projeto Bayóvar fica em Sechura, no departamento de Piura, no Peru, e consiste em uma mina de céu aberto com capacidade de produção de 3,9 milhões de toneladas métricas por ano e um terminal marítimo. A conclusão está prevista para o segundo semestre de 2010. Segundo a Vale, a venda dessa participação facilitará a distribuição dos produtos do projeto Bayóvar, utilizados na fabricação de fertilizantes. A conclusão do negócio está sujeita à finalização de um acordo de acionistas e de contratos de comercialização entre as partes, além da aprovação pelos órgãos governamentais competentes. (Téo Takar | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.