Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale vai aumentar produção de níquel no Canadá

A Vale anunciou hoje que vai aumentar a produção de níquel em suas operações nas províncias de Ontário e Newfoundland and Labrador, no Canadá, onde trabalhadores sindicalizados estão em greve há quase oito meses. Em nota divulgada no início da noite, a mineradora brasileira destaca que em setembro do ano passado retomou parcialmente as operações no complexo de Sudbury, em Ontário.

Agência Estado |

Mas, na época, a companhia optou por priorizar a produção de cobre.

"Reiniciamos a operação em duas áreas de exploração de alta concentração e na planta de processamento de Clarabelle para produzir concentrado de cobre", diz o comunicado. A partir de janeiro a mineradora decidiu priorizar também sua atividade de níquel na região com a retomada da operação da usina Smelter Cooper Cliff. Atualmente, a unidade já opera a plena capacidade consumindo estoques de níquel para a produção de óxido de níquel destinado à refinaria de Clydach.

Segundo o comunicado, a Vale decidiu ampliar a produção de Sudbury para garantir o fornecimento contínuo do minério de níquel para a Smelter e, com isso, manter ininterrupta a produção da usina até o final do segundo trimestre. "A refinaria de Clydach está operando à taxa de 1,1 milhão de toneladas métricas por mês e esperamos retomar plena capacidade em abril, produzindo 3,6 milhões de toneladas métricas de níquel por mês", informa a empresa.

Em Newfoundland and Labrador, a Vale retomou a produção na mina e unidade de processamento de Voisey's Bay - que fornece concentrado de níquel às operações da Vale em Thompson (Manitoba) e Sudbury (Ontário) e concentrado de cobre para clientes na Europa. Voisey's Bay está operando em intervalos de duas semanas alternadamente, produzindo 1,6 milhões toneladas métricas de níquel e 1,3 milhão de toneladas métricas de cobre por mês.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG