Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale reduz produção de minério de ferro em 26,3% no quarto trimestre

SÃO PAULO - O agravamento da crise financeira internacional no último trimestre de 2008 teve forte impacto sobre a produção de minério de ferro da Vale. Foram produzidas 63,3 milhões de toneladas métricas do produto no período, uma queda de 26,3% em relação aos três meses anteriores e de 21% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Valor Online |

Com isso, a produção anual registrou redução de 0,5%, para 301,7 milhões de toneladas - a primeira queda desde 1999.

A empresa, que divulgou os números na noite de quarta-feira, atribuiu o desempenho ao corte da produção de aço mundial, que reduziu drasticamente a demanda pelo insumo. "Paralisamos a operação das minas com custo de produção mais elevado e menor qualidade e estamos tomando outras medidas para administrar a produção com flexibilidade tendo em vista nossa avaliação da evolução da demanda no curto prazo", diz o relatório.

A produção de pelotas também caiu no quarto trimestre, para 9,6 milhões de toneladas métricas. A redução foi de 24,9% em relação ao terceiro trimestre e de 17,9% sobre igual período de 2007. Com a queda na demanda, a Vale paralisou cinco das sete plantas localizadas no porto de Tubarão no (ES) e, neste mês, suspendeu as operações das plantas de São Luís (MA) e Fabrica (MG). No ano, a produção de pelotas atingiu 44,8 milhões de toneladas métricas, em linha com o volume produzido em 2007.

Também houve retração na produção de alumínio, que alcançou 543 mil toneladas métricas em 2008, um recuo de 1,5% sobre o ano anterior. No último trimestre, o volume foi de 135 mil toneladas, com queda de 3,2% em relação aos três meses anteriores e de 2,5% na comparação com o mesmo período de 2007. De acordo com o relatório, a produção da Valesul será temporariamente limitada a 40% de sua capacidade anual.

Já a produção de níquel bateu recorde em 2008. O volume fabricado alcançou 275,4 mil toneladas métricas, uma alta de 11,1% sobre o ano anterior. Mesmo no quarto trimestre, a produção de níquel cresceu. A alta foi de 1,1% em relação terceiro trimestre e de 6,1% quando comparada aos três últimos meses de 2007. Também foram registrados recordes anuais nas produções de bauxita, alumina, cobre, carvão, cobalto, paládio e ouro.

A companhia divulgou ainda que investiu o recorde de US$ 10,169 bilhões em 2008, 33% mais que no ano anterior.

Leia mais sobre Vale

Leia tudo sobre: vale

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG