Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale nega perdas com variações recentes do câmbio

RIO DE JANEIRO - Em meio a notícias de prejuízos financeiros de empresas como Sadia e Aracruz por conta de operações cambiais, a Vale negou perdas recentes e divulgou nota em que afirma ter uma política conservadora de gestão financeira com a utilização de instrumentos simples e sem alavancagem.

Valor Online |

"A Vale nega terminantemente que tenha realizado perdas com as variações recentes da taxa de câmbio real-dólar", diz o texto divulgado pela empresa. De acordo com o comunicado, a política de gestão de risco da mineradora proíbe a realização de apostas direcionais e operações especulativas com derivativos.

"Por ocasião da divulgação de seus resultados trimestrais, a Vale reporta de forma transparente e bastante detalhada os resultados positivos e negativos com transações envolvendo derivativos, tendo o cuidado de esclarecer a natureza de seus efeitos sobre o desempenho no curto prazo, contábil e/ou financeiro, assim como as derivadas de variações monetárias dos demais itens de seu balanço", diz a nota.

A empresa tem cerca de 95% da receita denominada em dólares americanos, enquanto que, em média, 60% dos custos operacionais e de investimentos são denominados em reais.

De acordo com a companhia, há operações de swaps cambiais para conversão da parte da dívida em reais para dólares americanos, "de sorte que 99% de seu endividamento é, em última instância, denominado em dólares americanos, de forma consistente com a composição de suas receitas por moeda".

A empresa esclarece, no entanto, que as transações de swaps cambiais da Vale são de longo prazo "e não contêm cláusulas de chamadas de margem, sendo eventuais ganhos ou perdas realizados financeiramente somente por ocasião da liquidação dessas transações".

Leia tudo sobre: vale

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG