MOATIZE, Moçambique (Reuters) - A gigante mineradora brasileira Vale iniciou nesta sexta-feira a construção de um projeto de carvão no valor de 1,3 bilhão de dólares no norte de Moçambique, com uma capacidade de produzir 11 milhões de toneladas de carvão por ano. A unidade ficará localizada em Moatize, na província de Tete, e o carvão produzido pode ser exportado para o Brasil, Ásia, Oriente Médio e Europa, disse a companhia em comunicado.

O projeto deve produzir 8,5 milhões de toneladas de carvão metalúrgico e 2,5 milhões de toneladas de carvão termal, acrescentou a Vale.

A África do Sul abriga a maior reserva de carvão do continente africano, mas especialistas dizem que Moçambique deve se tornar o segundo no ranking de produção de carvão na África com o desenvolvimento do projeto da Vale, a maior produtora de minério de ferro do mundo.

Moçambique, um dos países mais pobres da África e ainda dependente da agricultura, se tornou popular entre companhias estrangeiras e investidores interessados nas vastas reservas minerais e de energia.

O presidente de Moçambique, Armando Guebuza, estava entre as autoridades que participaram do evento de lançamento.

(Reportagem de Charles Mangwiro)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.