Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale Inco retoma produção com terceirizados no Canadá

A Vale Inco, uma subsidiária da Vale, vai contratar trabalhadores terceirizados para contornar o problema dos funcionários em greve da companhia enquanto reinicia as atividades de mineração de níquel em Ontário, no Canadá, disse Cory McPhee, porta-voz da empresa. As negociações preliminares para encerrar uma greve de oito meses em Sudbury e na Baía de Voisey, em Labrador, no Canadá, fracassaram no início de março, e a Vale planeja seguir adiante depois de o sindicato ter rejeitado uma oferta significante da empresa na semana passada, destacou McPhee.

Agência Estado |

Segundo o porta-voz, a Vale optará por trabalhadores não sindicalizados e empreiteiras externas para retomar a produção nas suas minas de níquel em Ontário para a metade de sua capacidade anual até o fim de junho. As minas de níquel de Coleman e de Creighton da Vale vão operar com produção total. As outras três minas permanecerão sob cuidados e manutenção. A Vale também vai colocar em operação um de seus dois fornos de fundição de Copper Cliff.

A mina da Baía de Voisey da Vale e uma usina no leste do Canadá vão operar com entre 35% e 40% de sua capacidade anual. A refinaria de Clydach no Reino Unido, que está produzindo 2,5 milhões de libras de níquel por mês, vai retornar para sua capacidade total até abril. McPhee disse que a Vale estava em contato com empreiteiras que vão fornecer os trabalhadores. As operações da companhia em Sudbury produziram 43 mil toneladas de níquel em 2009, 49% menos que em 2008. A Baía de Voisey registrou produção de 40 mil toneladas, queda de 43% no ano. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG