Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale confirma negociação de preços com clientes asiáticos

Rio de Janeiro, 9 set (EFE) - A Vale confirmou hoje que está negociando com seus clientes na Ásia um aumento dos preços de referência para igualá-los aos estabelecidos para os europeus.

EFE |

As especulações sobre as negociações da Vale com seus clientes, principalmente na China e no Japão, vinham afetando o valor das ações da empresa na Bolsa de Valores de São Paulo, mas a empresa insistia em negá-las.

No entanto, em comunicado dirigido hoje aos mercados, a empresa confirmou que, "em busca de condições mutuamente satisfatórias, está negociando com seus clientes baseados na Ásia a convergência dos preços de referência para o minério de ferro para o mesmo nível daqueles praticados para clientes europeus".

"Atualmente, os preços para os clientes asiáticos são menores que os praticados para os clientes da Europa em 11% a 11,5%, dependendo do tipo de minério de ferro", acrescenta a nota.

A empresa brasileira esclareceu que se trata de uma negociação em curso e que, por esse motivo, não pode antecipar se seus resultados serão bem-sucedidos ou não.

Caso as negociações sejam concluídas com sucesso, "o ajuste de preços mencionado implicará em acréscimo estimado de receita inferior a 3,0% da receita total da Vale do período de doze meses encerrado em 30 de junho de 2008", que somou US$ 35,481 bilhões, conclui o comunicado.

A Vale é uma importante fornecedora de ferro da China, a maior compradora mundial do produto, e tem entre seus principais clientes o gigante grupo siderúrgico chinês Baosteel.

A empresa brasileira já tinha acordado em fevereiro com seus clientes asiáticos aumentos de 65% a 71% do preço do minério de ferro.

Os aumentos dos preços da Vale na Ásia, no entanto, estão abaixo dos impostos em julho passado, de entre 80 e 96%, pelas mineradoras anglo-australianas BHP Billiton e Rio Tinto, que controlam 50% das vendas de ferro nesse continente. EFE cm/ab/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG