Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale aprova investimentos em refinaria de alumina e mina de bauxita

RIO - O conselho de administração da mineradora Vale aprovou hoje os investimentos para construção de uma refinaria de alumina, a Companhia de Alumina do Pará (CAP), que terá capacidade inicial de produção de 1,86 milhão de toneladas por ano e custará cerca de US$ 2,2 bilhões. Os conselheiros da mineradora aprovaram também a expansão da mina de bauxita de Paragominas, também no Pará, estimada em US$ 487 milhões.

Valor Online |

A refinaria de alumina será construída no município paraense de Barcarena, a cinco quilômetros da Alunorte, subsidiária da própria mineradora. A CAP terá como acionistas a Vale, com 80% do capital, e a norueguesa Hydro Aluminium, com os 20% restantes.

A refinaria terá inicialmente duas linhas produtoras, com capacidade, cada uma, para 930 mil toneladas anuais. A unidade terá potencial para aumentar a capacidade no futuro para até 7,4 milhões de toneladas por ano. A expectativa é de que as obras comecem no mês que vem e a produção seja iniciada no primeiro semestre de 2011.

A expansão de Paragominas (Paragominas III) fornecerá a bauxita consumida pela CAP. Com a ampliação, a capacidade da mina passará de 9,9 milhões de toneladas por ano para 14,85 milhões de toneladas por ano. A expectativa é de que a expansão fique pronta também no primeiro semestre de 2011, simultaneamente à entrada em operação da CAP.

A previsão da mineradora é de que os dois projetos gerem, no pico da construção, 9 mil empregos, e, quando concluídos, sua operação será responsável por 847 empregos diretos e 690 empregos indiretos.

"Estes projetos são consistentes com a estratégia de negócios da Vale para o alumínio, cujo foco é no crescimento orgânico de ativos no 'upstream' da cadeia produtiva, baseado no aproveitamento de suas reservas de bauxita de alta qualidade e na capacidade de produção de alumina a custos extremamente competitivos no mercado global", diz a nota divulgada pela Vale.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG