Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vale admite que pode rever para cima valor do investimentos de US$ 59 bilhões até 2012

RIO DE JANEIRO - O presidente-executivo da Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, afirmou, nesta quinta-feira (07), que a empresa pode rever para cima o valor de investimentos de US$ 59 bilhões, previstos para ocorrerem até 2012 nos projetos que estão em desenvolvimento.

Valor Online |

 

"A tendência é elevar os investimentos de US$ 59 bilhões, principalmente onde há mais recursos para crescer, mais reservas para expandir, que é nas áreas de cobre e de carvão", frisou o executivo.

A previsão da companhia é de que a produção de carvão passe dos 2,2 milhões de toneladas de 2007 para 15 milhões de toneladas em 2012, mas Agnelli afirmou que esse volume pode atingir 40 milhões de toneladas.

Entre os projetos da companhia estão a exploração de matéria-prima no distrito de Moatize, em Moçambique, e minas de carvão na Austrália. Segundo o executivo, o desenvolvimento de uma segunda fase em Moatize e a utilização da mina australiana de Belvedere podem contribuir para que as 40 milhões de toneladas sejam atingidas.

Na área de cobre, a Vale projeta pular dos 284 mil toneladas métricas produzidas no ano passado para 592 mil toneladas métricas em 2012, mas Agnelli não descarta chegar a 1 milhão de toneladas métricas no período.

O executivo frisou que o objetivo primário da companhia é o crescimento orgânico, mas não descartou a possibilidade de aquisições. Ele ressalva, entretanto, que considera improvável a compra de uma grande empresa.

"A prioridade é o crescimento orgânico e uma aquisição é possível, sempre é possível. Mas não é provável, porque tudo depende de preços, de retorno e pouquíssimas empresas no mundo têm o pipeline de projetos como tem a Vale", disse. Ele ainda acrescentou que uma grande aquisição não é provável, mas afirma que pequenas compras poderão ser feitas para reforçar a base de ativos.

 

Leia mais sobre: Vale

Leia tudo sobre: vale do rio doce

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG