Dirigentes do sindicato da americano UAW (Union Auto Workers) estimaram nesta sexta-feira que o uso dos recursos provenientes dos fundos de estabilização de bancos é a única opção para evitar a quebra dos construtores de Detroit.

O sindicato havia expressado quarta-feira apoio ao plano de ajuda aos três grandes fabricantes da indústria automotiva.

Segundo nota de seu presidente, Ron Gettelfinger, "investir na indústria manufatureira americana tem sentido. Estão em jogo três milhões de empregos, assim como um milhão de aposentadorias e encargos de saúde".

fga/ja/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.