Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Uso da capacidade instalada em julho é recorde, diz CNI

A utilização da capacidade instalada da indústria de transformação, pelo critério dessazonalizado, atingiu 83,5% em julho, ante 83,3% no mês anterior e 82,5% em julho do ano passado. De acordo com a pesquisa Indicadores Industriais, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quarta-feira, o uso da capacidade instalada em julho é o mais alto da série histórica.

Agência Estado |

Sem ajustes sazonais, a utilização ficou em 83,9% ante 83,1% em junho.

Já o faturamento real da indústria de transformação cresceu 0,2% em julho, na comparação com junho, pelo critério dessazonalizado, e subiu 13,2% na comparação com igual mês de 2007, segundo a CNI. No acumulado do ano até julho, o faturamento real teve expansão de 9%, em relação a igual período do ano passado.

Segundo relatório da CNI, "a atividade industrial em julho segue em forte trajetória de expansão. O crescimento da atividade industrial em julho é especialmente relevante por ocorrer sobre uma base de comparação muito alta".

Emprego

As horas trabalhadas na indústria tiveram alta de 0,5% em julho ante junho, pelo critério dessazonalizado. Sem o ajuste sazonal, a alta foi de 2,7%. Na comparação com julho de 2007, as horas trabalhadas subiram 7,2%. No acumulado do ano até julho, tiveram expansão de 6,1%.

O emprego na indústria, por sua vez, subiu 0,6% em julho ante junho, com ajuste sazonal. Sem ajuste, a alta também foi de 0,6%. Na comparação com igual mês de 2007, o emprego subiu 4,4%, mesmo índice do acumulado do ano.

A massa salarial real subiu 3,5% em julho, ante junho. Esse indicador foi divulgado sem ajuste sazonal. Na comparação com julho de 2007, a alta da massa salarial foi de 5,7% e no acumulado do ano, 5,6%.

Leia mais sobre indústria

Leia tudo sobre: indústria

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG