Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Usiminas amplia investimentos para aumentar produção

Rio de Janeiro, 8 jul (EFE).- A Usiminas anunciou hoje que vai acelerar e ampliar seu plano de investimentos nos próximos cinco anos de US$ 9,9 bilhões para US$ 14,1 bilhões, em um esforço para aumentar sua capacidade instalada de produção de aços planos.

EFE |

O principal projeto da companhia é a construção de uma nova usina siderúrgica que custará US$ 5,7 bilhões, aprovado ontem por seu conselho de administração, explicou a Usiminas em comunicado enviado às bolsas de valores.

A partir de 2012, a nova siderúrgica, que é a terceira da empresa, terá capacidade para produzir cinco milhões de toneladas de aço em chapas por ano, dos quais 60% serão destinados à exportação, conforme diz um comunicado divulgado pela Bolsa de Valores de São Paulo.

A usina ficará no município mineiro de Santana do Paraíso e substitui um projeto que tinha sido orçado para ampliar outra siderúrgica já existente.

A Usiminas se define como "o maior complexo siderúrgico de aços planos da América Latina" e possui ações nas bolsas de valores de São Paulo, Madri e Nova York.

Até agora, a empresa se dispunha a expandir em 3,2 milhões de toneladas por ano a siderúrgica de Ipatinga, a cerca de 7 quilômetros de Santana.

Segundo a Usiminas, a localização da nova siderúrgica vizinha a de Ipatinga permitirá que as duas unidades compartilhem infra-estrutura de logística, abastecimento e distribuição na área, além de reduzir o impacto ambiental.

A nova usina começará a produzir em 2011, com 2,5 milhões de toneladas por ano e em 2012 alcançará sua plena capacidade.

A empresa explicou que os investimentos totais de US$ 14,1 bilhões no plano 2008/2012 incluem adicionalmente a ampliação da capacidade de produção de aço e minério de ferro, a modernização das aciarias, a redução de custos e a preservação ambiental.

A modernização das aciarias permitirá ampliar a capacidade de produção de aço, placas, laminados e galvanizados.

Haverá também mais investimentos em coque, eletricidade e logística em suas instalações de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

O aumento de investimentos no plano corporativo procura "consolidar a liderança da companhia no mercado interno, criar bases mais sólidas para futuros movimentos de internacionalização" e dar maior valor agregado aos produtos, afirmou.

A Usiminas ainda segue uma tendência mundial de "verticalização" no setor de mineração, por isso ampliará sua produção de minério de ferro das atuais 5 milhões de toneladas anuais para 29 milhões de toneladas, com o desenvolvimento de quatro minas antes de 2013.

Também se propõe exportar diretamente minério de ferro de um novo terminal que será construído no porto de Sepetiba, no estado Rio de Janeiro. EFE ol/ab/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG