Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Uribe admite que crise representa séria ameaça à Colômbia

Bogotá, 24 out (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, admitiu hoje em Bogotá que vê sérios riscos para a economia de seu país devido à atual crise financeira mundial.

EFE |

"O que aconteceu na economia mundial é lamentável", afirmou o governante em um discurso perante um fórum sobre o setor agropecuário organizado pela Universidade de La Salle.

Uribe disse que "toda essa tendência especulativa que quebrou a economia mundial gera um dano profundo, e está pondo todas as economias do mundo em risco" Entre elas está a colombiana, com a qual "vínhamos por um caminho muito importante de crescimento", acrescentou o chefe do Estado, em referência ao aumento sustentado do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos anos.

A economia colombiana cresceu, no ano passado, 7,52%, depois que em 2006 tivesse expansão de 6,84%.

Para este ano, as autoridades tinham traçado a meta de 5,5%, que agora está em jogo pela crise financeira.

"É o momento de o mundo fazer uma distinção entre o que é o capital produtivo e o capital especulativo", disse Uribe.

Ele que lembrou que seu Governo e o banco central estabeleceram há dois anos controles aos "capitais de curto prazo", que, segundo ele, vinham buscar lucro e iam embora, distorcendo a taxa de câmbio.

"A defesa do capital produtivo, a rejeição ao capital especulativo, se transformam em uma responsabilidade social de nossa época", disse Uribe. EFE jgh/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG