Ministros do bloco econômico concordaram em pressionar Bulgária, Dinamarca, Chipre e Finlândia a reduzirem seus deficits

Os ministros de Finanças da União Europeia concordaram em pressionar Bulgária, Dinamarca, Chipre e Finlândia a reduzirem seus deficits orçamentários. Em um comunicado emitido após reunião em Bruxelas, os ministros disseram que os deficits da Bulgária e do Chipre excederam o limite de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado e Dinamarca e Finlândia excederão esse limite neste ano.

A União Europeia afirmou que os deficits excessivos no Chipre e na Dinamarca foram provocados por "circunstâncias especiais" relacionadas à crise econômica global e recomendou que os países tomem ações corretivas no médio prazo, e não no curto prazo. No entanto, no caso da Bulgária e da Finlândia não há uma razão para abandonar o cronograma normal de redução do deficit.

"Por isso, em suas recomendações, o Conselho Europeu pediu que a Bulgária e a Finlândia cortem seus deficits para menos de 3% do PIB até 2011, que o Chipre faça o mesmo até 2012 e a Dinamarca até 2013", diz o comunicado. "Para os quatro países membros foi estabelecida a data de 13 de janeiro de 2011 como prazo final para a tomada de medidas corretivas", acrescenta. Quase todos os países da União Europeia excederam o limite para o deficit orçamentário após a implementação de medidas de estímulo emergenciais durante o pico da crise econômica global. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.