Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

União Européia aprova pacote que redireciona subsídios agrícolas

SÃO PAULO - A União Européia aprovou nessa quinta-feira um pacote de reformas no sistema agrícola do bloco. Depois de uma noite inteira de negociações, a principal mudança promovida pelo acordo foi o redirecionamento dos subsídios que iam diretamente para os fazendeiros, para projetos que promovam o desenvolvimento rural, a qualidade dos alimentos e a proteção do meio ambiente.

Valor Online |

O montante de 53 bilhões de euros, no entanto, foi mantido.

"Essa foi a maior reforma na política agrícola que o bloco já fez em cinco anos", afirmou o ministro da agricultura francês Michel Barnier. Com o acordo, os subsídios anuais pagos diretamente para as grandes fazendas diminuirão gradualmente em 10% até 2012.

Assim, as propriedades que recebem o subsídio básico anual de 5.000 euros - a grande maioria - investirão, até 2012, 5% do dinheiro em projetos da zona rural, além dos 5% atualmente já em vigor.

Uma representante da Comissão da Agricultura da UE, Mariann Fischer Boel, afirmou que a reforma envolve equipar os fazendeiros do bloco para que eles estejam aptos a encarar os desafios que devem enfrentar nos próximos anos, como as mudanças climáticas. "Esse compromisso vai melhorar a habilidade das 27 nações da União Européia para competir com líderes da agricultura, como a Austrália, os EUA e o Brasil", disse.

A proposta inicial era para um corte maior nos subsídios, mas o plano original não foi aceito pela França, Alemanha e outros países cuja agricultura é mais baseada em grandes propriedades.

A União Européia gasta cerca de 40% do seu orçamento para sustentar 13 milhões de fazendeiros, sendo que eles representam menos de 3% da população do bloco.

(Vanessa Dezem | Valor Online e agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG