Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Um ano de TV digital

Um ano de TV digital São Paulo, 03 (AE) - Alta definição, interatividade, mobilidade, som surround..

Agência Estado |

. Amanhã, completa um ano da estréia da TV digital e do início de um processo que promete levar recepção sem fantasmas e imagens com realismo "nunca antes visto" a todo o País até 2016. Nesses primeiros 12 meses, o sinal chegou a cinco capitais, os preços dos equipamentos assustaram muita gente, a interatividade não saiu, houve muita desinformação...

Hoje apenas 0,23% dos 90 milhões de televisores brasileiros exibem imagens da TV digital. Muitos desses precursores, como o técnico em informática Evelson Adriano, de 23 anos, aderiram ao sistema justamente porque era novidade. "Compro tudo o que é novo. Não sou tão fanático por televisão. É que eu gosto de conhecer tudo o que sai."
Isso não impediu que Evelson e outros "early adopters" ouvidos nesta edição ficassem frustrados com a falta de programação em alta definição das emissoras. Atualmente, a maioria delas não chega a transmitir 10% dos programas no formato. Situação parecida com os serviços de TV paga em HD que surgiram neste ano, como o da Net e o da TVA, e que também geraram reclamações.

Nesse cenário, quem ficou satisfeito com a TV digital foi outro tipo de telespectador: o móvel, seduzido pela novidade e pela estabilidade do sinal . A tecnologia estreou em receptores para notebooks, carros e MiniTVs, mas teve maior destaque mesmo no celular - o dispositivo foi o que mais vendeu entre todos os equipamentos para TV digital, incluindo TVs e conversores.

Em um ano, também chama a atenção a queda nos preços. Se em 2 de dezembro de 2007, para ter uma TV e um conversor seria necessário gastar pelo menos R$ 4,5 mil, hoje bastam R$ 2,4 mil. E vale a pena?

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG