Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ultrapar compra Texaco no Brasil por R$ 1,161 bilhão

A Ultrapar Participações informou nesta quinta-feira que fechou a compra da Texaco no Brasil por R$ 1,161 bilhão. A companhia assinou, por meio de sua subsidiária Sociedade Brasileira de Participações, contrato de compra e venda com a Chevron Latin America Marketing LLC e a Chevron Amazonas LLC para a aquisição de 100% das quotas da Chevron Brasil e da Sociedade Anônima de Óleo Galena Signal, subsidiárias da Chevron que detêm o negócio de distribuição de combustíveis Texaco no Brasil.

Agência Estado |

O valor da aquisição está sujeito a ajustes de capital de giro e endividamento líquido na liquidação financeira. A Ultrapar utilizará recursos disponíveis em caixa para o pagamento da aquisição.

Em comunicado, o Grupo Ultra diz que a Texaco distribui combustíveis em todo o território nacional, à exceção do Estado de Roraima, através de uma rede de aproximadamente 2 mil postos, e diretamente a grandes consumidores, com suporte de uma infra-estrutura logística de 48 bases de operação.

Em 2007, a Texaco vendeu 6,7 milhões de metros cúbicos de diesel, gasolina, etanol e gás natural veicular (GNV), um crescimento de 8% em relação a 2006, representando uma participação no mercado nacional de 9%. Nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, áreas em que a Ultrapar passará a atuar com essa aquisição, a Texaco é a segunda maior empresa, com participação de mercado de 9% em 2007. No ano passado, a Texaco teve receita de R$ 11,9 bilhões e geração de caixa, medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações), de R$ 121 milhões. Nos quatro primeiros meses de 2008, a Texaco gerou um Ebitda anualizado de R$ 147 milhões.

A Ultrapar disse que, em 2007, expandiu sua atuação na distribuição de combustíveis com a aquisição da rede Ipiranga. A composição com a Texaco proporcionará a ampliação de mais de 60% na sua escala de operações e criará um negócio de distribuição de combustíveis nacional, com uma rede de mais de 5 mil postos e participação de mercado de 23%.

"A adição da Texaco deve permitir, por exemplo, melhor utilização das bases de distribuição, maior eficiência e competitividade no processo de vendas, diluição das despesas de propaganda, marketing e desenvolvimento de produtos e ganho de escala na administração do negócio", diz a Ultrapar em nota. Além disso, a compra proporcionará a expansão geográfica da empresa, permitindo-lhe atingir regiões que apresentam crescimento de consumo acima da média nacional e trazendo novas oportunidades comerciais decorrentes desta cobertura nacional.

Para permitir um processo gradual e organizado de transição de marcas, os termos da transação incluem o licenciamento, já considerado no valor da aquisição, da família de marcas Texaco por três anos nas regiões Sul e Sudeste e por cinco anos nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

A liquidação financeira se dará após o cumprimento de certas condições precedentes usuais em transações desta natureza e da segregação das atividades de lubrificantes e exploração de petróleo, hoje pertencentes à Chevron Brasil, para outras pessoas jurídicas da Chevron. Esses procedimentos deverão acontecer até o início de 2009 e a continuidade e gestão dos negócios ocorrerão através de parâmetros já acordados entre a Chevron e a Ultrapar. A operação será submetida às autoridades regulatórias e de defesa da concorrência e a assembléia de acionistas da Ultrapar.

Leia mais sobre Texaco

Leia tudo sobre: texaco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG