A Comissão Européia anunciou nesta quinta-feira que vai propor a utilização de até um bilhão de euros (1,57 bilhão de dólares) de fundos excedentes da Política Agrícola Comum (PAC) para apoiar a produção de agrícola dos países pobres mais afetado pela crise dos alimentos.

"A agricultura, na ajuda ao desenvolvimento, tem sido uma prioridade secundária há mais de 20 anos. Devemos recuperar o tempo perdido", declarou a comissária européia da Agricultura, Mariann Fischer Boel, durante a conferência "Quem vai alimentar o mundo?" organizada em Bruxelas.

A comissária não quis detalhar o total desses fundos, apesar de uma fonte européia indicar que a soma citada.

Como os excedentes do PAC são transferidos habitualmente para os orçamentos nacionais dos 27, as propostas de Bruxelas correm o risco de encontrar uma dura resistência nos Estados membros da UE.

abd/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.