Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

UE pede a Islândia solução bilateral para problemas no bloco

Bruxelas, 15 out (EFE).- A Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia) ressaltou hoje que a Islândia deve resolver de maneira bilateral os problemas surgidos com alguns Estados-membros pela quebra de seus principais bancos devido à crise internacional.

EFE |

O presidente da CE, José Manuel Durão Barroso, disse por telefone ao primeiro-ministro islandês, Geir Haarde, que Bruxelas está disposto "a ajudar e a facilitar a cooperação no que seja necessário", segundo a nota.

O sistema financeiro islandês foi gravemente afetado pela crise internacional, uma situação que levou o Governo a nacionalizar os três principais bancos do país.

O conflito surgiu quando as autoridades islandesas se negaram a garantir os fundos depositados nas filiais localizadas fora de seu território.

A decisão prejudicou especialmente clientes no Reino Unido, tanto pessoas físicas como administrações locais, e também em outros Estados-membros, como a Holanda.

Durão Barroso lembrou que a Islândia é um dos parceiros mais próximos da UE e tem "um lugar natural" na Europa.

Ele lembrou que faz parte do Espaço Econômico Europeu e que, por isso, participa do mercado comum, e seus cidadãos desfrutam do direito à livre circulação na região.

A UE também declarou apoio às autoridades islandesas em suas negociações com as instituições internacionais, como o fundo Monetário Internacional (FMI), em busca de ajuda. EFE epn/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG