Tamanho do texto

GENEBRA (Reuters) - A União Européia ofereceu ao Brasil a chance de exportar mais etanol para os 27 países do bloco, como parte das iniciativas para tentar destravar as negociações da Rodada de Doha de comércio global. Em troca, a UE exigiria mais acesso aos mercados brasileiros, segundo o comissário europeu de Comércio, Peter Mandelson. Surpreendentemente, devido à importância dessa questão em Brasília, (o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso) Amorim pareceu minimizar o valor de tal oferta para o Brasil, escreveu Mandelson em seu blog.

A UE espera que grandes economias emergentes, como o Brasil, se abram mais a produtos industriais.

Mandelson não deu detalhes sobre a oferta bilateral da UE ao Brasil, mas um diplomata disse que ela representaria a oportunidade de exportar quase 1,4 milhão de toneladas de etanol por ano para o bloco até 2020, sob uma tarifa menor do que o imposto-padrão, em torno de 40%.

Leia mais sobre Rodada Doha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.