Tamanho do texto

Genebra - A União Européia (UE) não aumentará suas concessões agrícolas dentro das negociações da OMC e, pelo contrário, quer compensações de outros países, principalmente os emergentes, na abertura de mercados industriais, disse hoje a ministra do Comércio Exterior francesa, Anne-Marie Idrac.

Idrac, que preside atualmente o Conselho de Ministros de Comércio da União Européia, disse que o bloco "já foi generoso demais" com sua oferta agrícola, dentro da Rodada de Doha para a liberalização do comércio mundial, que cerca de 30 países da Organização Mundial do Comércio (OMC) negociam pelo terceiro dia em Genebra.

Ao contrário, a UE considera que, para um acordo, é necessário que outros sócios cedam e lhe compensem especialmente na abertura às exportações de produtos industriais, e em outros aspectos como o respeito às denominações de origem, segundo Idrac.

Leia também:

Leia mais sobre Rodada Doha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.