Tamanho do texto

Luxemburgo, 7 out (EFE).- Os ministros de Finanças da União Européia (Ecofin) decidiram hoje elevar para 50 mil euros a garantia dos depósitos em caso de quebra de uma entidade, confirmou o segundo vice-presidente do Governo espanhol, Pedro Solbes.

Segundo a legislação atual, os Estados-membros da UE devem garantir 20 mil euros por entidade e titular, mas há grandes diferenças entre países.

Nas últimas semanas, vários países da UE - Irlanda, Grécia, Suécia, Dinamarca, Alemanha, Áustria e Portugal - decidiram oferecer garantia total sobre os depósitos nas entidades em seu território.

Isso estava colocando "problemas", destacou Solbes, principalmente movimentos de fundos para os países com as maiores garantias.

A Comissão Européia propôs elevar o limite de cobertura para até 100 mil euros, mas, por fim, o número ficou em 50 mil euros.

Esse mínimo é "para todos", ressaltou Solbes, mas precisou que a maioria dos países considera conveniente chegar mais longe e garantir até 100 mil euros. EFE epn/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.