A União Européia e o Brasil se disseram nesta segunda-feira otimistas em relação à conclusão da Rodada de Doha para o livre comércio, depois de um encontro em Genebra entre seus dois principais negociadores na Organização Mundial do Comércio (OMC) - a nova comissária européia de Comércio, Catherine Ashton, e o chefe da diplomacia brasileira, Celso Amorim.

Os dois quiseram mostrar consenso, apesar das divergências que marcaram estas negociações desde seu lançamento, há sete anos.

"Creio que, sem renunciar a nossos interesses nem aos dos grupos que representamos, Brasil e União Européia podem contribuir em grande medida para um acordo", explicou Amorim, em entrevista conjunta à imprensa.

"Estamos otimistas, ou melhor, moderadamente otimistas sobre o fato de que podemos finalizar (um acordo) até o final do ano", assegurou o ministro brasileiro.

Ashton se disse por sua vez "prudentemente otimista". "Acho que estamos num ponto das conversações que sinaliza com a possibilidade de fechar a rodada", apesar de "haver ainda muitas questões a solucionar".

at/fka/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.