A Comissão Européia aprovou nesta quarta-feira o plano de resgate da companhia aérea Alitalia, que passará ao controle de um grupo de investidores italiano que não terá que reembolsar um empréstimo estatal de 300 milhões de euros.

O reembolso do empréstimo concedido pelo governo italiano em abril será responsabilidade da antiga Alitalia, colocada em liquidação, por meio dos lucros obtidos com a venda de ativos.

A Companhia Aérea Italiana (CAI), aliança de grandes empresários italianos, manteve em 31 de outubro a oferta definitiva de compra das atividades de transporte de passageiros da Alitalia, em crise há 10 anos.

cm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.