Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ucrânia quer mudanças em acordo de gás com a Rússia

A Ucrânia quer reescrever o acordo de gás assinado com a Rússia que encerrou semanas de impasse que prejudicaram o abastecimento de gás a diversos países europeus, disse a presidência do país hoje. A Ucrânia está trabalhando em sugestões para mudanças nos contratos assinados esta semana, disse o vice-chefe do governo do presidente Viktor Yushchenko, Oleksandr Shlapak.

Agência Estado |

"Estamos planejando iniciar contato com a Rússia para negociações no máximo no verão (no Hemisfério Norte)", acrescentou, descrevendo o acordo de gás como uma "rendição" da Ucrânia perante a Rússia.

Mas o presidente-executivo da russa Gazprom, Alexei Miller, desconsiderou a noção de renegociar os contratos. "Tais declarações só poderiam aparecer em uma revista de história em quadrinhos ucraniana", disse ele, segundo a televisão estatal russa.

O conflito de gás foi encerrado quando o primeiro-ministro da Ucrânia, Yulia Tymoshenko, e o premiê russo, Vladimir Putin, concordaram com um novo contrato para o fornecimento de gás para a Ucrânia e a passagem do gás para a Europa. Dentro do novo contrato, no primeiro trimestre de 2009, a Ucrânia irá pagar à Rússia US$ 360 por um mil metro cúbico de gás natural e o preço irá mudar trimestralmente. O valor é o dobro dos US$ 179,50 que a Ucrânia pagou no ano passado, sob termos melhores do que os preços de mercado que os países europeus pagam pelo gás russo. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG