Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ucrânia alega problemas técnicos para distribuir gás russo

SÃO PAULO - O impasse no fornecimento do gás russo à União Européia continua nesta terça-feira, quando era esperada a retomada do envio do gás por meio de gasoduto na Ucrânia. Depois que os russos acusaram a Ucrânia de novo bloqueio da passagem do gás nesta manhã, ucranianos alegam problemas técnicos de pressão e rota do gás.

Valor Online |

O presidente da estatal ucraniana, Valentin Zemlianski, afirmou que bloqueio se deve a "condições de trânsito inaceitáveis" impostas pela Gazprom.

Bogdan Sokolovski, representante da presidência ucraniana para a segurança energética, diz que os russos informaram em cima da hora que retomariam o envio do gás em volume menor e por uma rota que não é a tradicional.

Segundo ele, não houve tempo para adequação dos dois sistemas de gasoduto. "A rota através de Sudzha proposta por Gazprom significava que o gás deve ir por uma via de circunvalação, paralisando o sistema interno de abastecimento de combustível às regiões ucranianas de Donetsk e Lugansk", explicou, reforçando que a dificuldade imposta pelos russos visa desqualificar a Ucrânia como transportadora.

Enquanto os lados discutem o caso, representantes da Europa têm reforçado apelos para uma solução, devido à temporada de frio.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG