Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ucrânia admite que confiscará parte do gás russo destinado à UE

Kiev, 1º jan (EFE).- A estatal ucraniana Naftogaz reconheceu hoje que confiscará parte do gás que a gigante russa Gazprom fornece à Europa por meio dos gasodutos ucranianos.

EFE |

"O volume de que necessitamos para custear a passagem (do gás) é de 21 milhões de metros cúbicos diários", afirmou Oleg Dubina, presidente da Naftogaz, em entrevista coletiva.

A estatal ucraniana alega que se vê obrigada a confiscar essa quantidade devido à falta de acordo com a Gazprom sobre as tarifas cobradas pelo transporte do insumo pelo território ucraniano.

A Ucrânia quer aumentar essas taxas. Moscou, por sua vez, argumenta que o convênio bilateral assinado em 2006 não pode ser alterado até que expire, em 2011.

Apesar de tudo, o confisco diário desses 21 milhões de metros cúbicos não deve comprometer o fornecimento russo de gás, já que hoje a Gazprom aumentou em 20 milhões o bombeamento com destino à Europa.

Sobre a conduta da Naftogaz, o porta-voz da Gazprom, Serguei Kuprianov, afirmou nesta quinta-feira que a companhia russa confirmará amanhã se a estatal ucraniana confiscou ou não parte do gás russo destinado aos consumidores europeus. EFE bk/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG