Tamanho do texto

O banco suíço UBS, um dos mais afetados do mundo pela crise dos subprime, as hipotecas de alto risco americanas, anunciou nesta sexta-feira a demissão de 2.000 pessoas no departamento de investimentos.

Deste modo, a unidade de investimentos do UBS terá no fim do ano 17.000 funcionários, contra 23.000 no terceiro trimestre de 2007.

"Estas medidas permitirão que nos concentremos em nossos pontos fuertes, reduzir os custos a níveis mais leves e posicionar nossas principais atividades para a próxima fase de crescimento, quando os fundamentos (econômicos) melhorarem", afirmaba um comunicado.

UBS, que acumula uma desvalorização de ativos de 42,5 bilhões de dólares desde o início da crise hipotecária americana, registrou prejuízo líquido de quase 330 milhões de dólares no segundo trimestre de 2008.

hmn-ale/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.