Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Tyson chega ao Brasil e quer estar entre 5 maiores em aves

Por Camila Moreira SÃO PAULO (Reuters) - A norte-americana Tyson Foods, maior processadora mundial de carnes, anunciou nesta quinta-feira o início de operações no mercado brasileiro, por meio da compra do controle de 3 empresas locais, e informou que pretende estar entre as cinco maiores no setor de aves do país no curto prazo.

Reuters |

A Tyson informou ter comprado as empresas Macedo Agroindustrial e Avícola Itaiópolis (Avita), ambas de Santa Catarina, e disse que assumiu 70 por cento do controle da paranaense Frangobras.

'O Brasil é um dos países prioritários para a companhia.

Com a estabilidade econômica e o crescimento da classe média acreditamos no aumento do consumo per capta', afirmou o presidente da área internacional da empresa, Rick Greubel, em comunicado distribuído a jornalistas em evento em São Paulo.

'Além disso, por meio da operação brasileira teremos oportunidades de exportação para outros países que hoje temos acesso limitado (a partir) dos Estados Unidos', disse Greubel.

A empresa informou que o investimento total, incluindo as aquisições e os planos de expansão para os próximos 18 meses, é de aproximadamente 200 milhões de dólares.

O presidente da Macedo Agroindustrial, Jóster Macedo, ficará à frente das operações da Tyson no Brasil.

A companhia informou que fará investimentos para ampliar a produção nas três empresas que passa a controlar.

A Macedo Agroindustrial passará a operar em dois turnos na unidade de São José (SC), com o objetivo de atingir abate de 176 mil aves por dia.

Na Avita, localizada em Itaiópolis (SC), o objetivo é levar o abate para 320 mil aves por dia, mesmo volume previsto para a Frangobras, de Campo Mourão (PR).

A Avita inaugurou instalações em janeiro deste ano, após investimento de 32 milhões de reais iniciado em 2006.

A Frangobras também está concluindo agora o primeiro estágio de seu projeto industrial, de 160 mil aves abatidas por dia, e já previa a duplicação dessa capacidade.

'Este investimento se encaixa na estratégia da empresa, que contempla, entre outros aspectos, a união de forças com empresas brasileiras em diferentes Estados... bem como a possibilidade de agregar valor aos negócios dessas empresas', acrescentou Greubel.

As marcas das empresas compradas serão mantidas para comercialização no varejo local.

A Tyson Foods desenvolve grande variedade de produtos a base de proteína animal, além de uma linha de alimentos preparados. Ela possui clientes em 80 países, mais os EUA. Seu faturamento em 2007 atingiu 27 bilhões de dólares.

Desse total, as vendas de carne de frango representaram 31 por cento, as de carne bovina 47 por cento e as de carne suína, 12 por cento. Alimentos preparados colaboraram com 10 por cento do faturamento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG