Tamanho do texto

BRASÍLIA - O serviço de TV por assinatura no Brasil registrou em agosto um crescimento de 2,89% (248.879 novos assinantes) em relação ao mês anterior, segundo dados divulgados hoje pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

BRASÍLIA - O serviço de TV por assinatura no Brasil registrou em agosto um crescimento de 2,89% (248.879 novos assinantes) em relação ao mês anterior, segundo dados divulgados hoje pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Com este acréscimo, o segmento chegou ao total de 8.849.068 domicílios. Considerando a série histórica da Anatel iniciada em 2006, o mês de agosto deste ano alcançou a melhor marca, tanto na expansão apurada por números absolutos quanto por porcentual. O segundo melhor desempenho para este período foi registrado em 2009, pelo critério de adição de clientes (103,5 mil novos assinantes), e em 2008, pelo parâmetro de porcentagem (1,75%). No acumulado dos oito primeiros meses do ano, a TV por assinatura alcançou 18,4% de crescimento. Se mantida esta média de expansão até o final do ano, o segmento irá superar a marca de 18,24% registrada em 2009. Entre as três diferentes tecnologias de TV por assinatura, o serviço por satélite (DTH) continuar puxando o crescimento do setor ao expandir 4,3% em agosto. A Anatel ressaltou que, em janeiro deste ano, os serviços de DTH representavam 37,4% do mercado e no mês passado atingiu 42,8% de participação. Já o serviço prestado via TV a Cabo (TVC) cresceu em agosto 2,1% e se manteve com a maior participação no setor (53,5% dos assinantes). No entanto, vale ressaltar que o total de assinantes de TVC representava 57,9% do mercado em janeiro deste ano. Já a tecnologia com transmissão por microondas (MMDS) se manteve em declínio no mês passado ao registrar a perda de 1,4% de sua base. Neste período, o MMDS registrou a participação nos serviços de TV por assinatura de 3,7%, que representa a queda de um ponto percentual ao registrado em janeiro. A Anatel informou ainda que segue a tendência de as regiões Norte e Nordeste crescerem acima da média nacional nos últimos 12 meses. O menor crescimento, em igual período, foi observado na região Sul, acompanhada pelas regiões Centro-Oeste e Sudeste que registraram percentuais de crescimento anual abaixo da média nacional. A agência estima que os serviços de TV por Assinatura sejam distribuídos, atualmente, para mais de 29,2 milhões de brasileiros. A avaliação considera o número médio de pessoas por domicílio de levantamento realizado pelo IBGE. (Rafael Bitencourt | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.