MELBOURNE, Austrália (Reuters) - A Rio Tinto considera que a atual turbulência global dos mercados financeiros não tem nenhum impacto em sua rejeição da oferta de aquisição feita pela BHP Billiton, no valor de 97 bilhões de dólares, disse o presidente-executivo, Tom Albanese. Nós acreditamos que as atuais condições não impactam na nossa rejeição da oferta pré-condicional feita pela BHP Billiton, disse Albanese em um discurso nesta quinta-feira.

"O fato é que a Rio Tinto não tem necessidade de ser maior somente pela finalidade do tamanho -- nós temos a escala, nós temos a força e nós temos a resistência para passarmos por este tipo de tempestade facilmente por conta própria.

A turbulência dos mercados globais levantou preocupações quanto ao crescimento econômico e, juntamente com elas, aumentaram também as dúvidas sobre às commodities e os metais industriais que a Rio fornece. Os preços do cobre caíram para uma baixa recorde em 19 meses na quarta-feira.

Mas a demanda da China poderá ofuscar qualquer desaceleração de outras regiões.

"Em relação à atual crise financeira, minha conclusão fundamental é que os mercados para produtos da Rio Tinto continuam em boa forma", disse Albanese. "Haverá um impacto nas economias da OCDE (Organização de Cooperação para o Desenvolvimento Econômico), mas muito menor na China."

"A perspectiva permanece de que as condições restringidas de oferta e demanda firme da China e de outros países em desenvolvimento devem estabilizar a base para preços acima da média em 2009", acrescentou ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.