SÃO PAULO - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou hoje uma ação apresentada pelo presidente nacional do PRTB, Levy Fidelix, que solicitava a proibição da divulgação de pesquisa realizada pelo Ibope. Na representação, Fidelix questiona o fato de não ter sido incluído no levantamento entre os candidatos à Presidência da República nas eleições de 2010. Segundo ele, o instituto de pesquisa estaria induzindo o eleitor a pensar que apenas José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT), Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV), seriam postulantes ao cargo.

Ao negar o pedido, o ministro Aldir Passarinho lembrou que a lei de eleições e a resolução das pesquisas não exigem a inclusão de todos os pré-candidatos no levantamento. Isso só sera obrigatório a partir de 5 de junho, quando todos os candidatos já estiverem registrados na Justiça Eleitoral.

A pesquisa do Ibope foi divulgada ontem e mostrou Serra na liderança, com 35% das intenções. Em seguida aparecem Dilma (30%), Ciro (11%) e Marina (6%).

(Fernando Taquari | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.