Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

TRW e outras autopeças começam a demitir em São Paulo

SÃO PAULO - A TRW, gigante americana do setor de autopeças e uma das maiores fornecedoras de componentes do Brasil, demitiu 89 empregados esta semana na sua principal fábrica, em Limeira (SP) por conta da queda nas exportações, principalmente para os Estados Unidos. Outras duas autopeças da mesma região também iniciaram cortes que somam mais de 700 trabalhadores, segundo cálculos do Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira.

Valor Online |

No caso da TRW, o número de dispensados é pequeno diante do tamanho da fábrica de Limeira, que emprega 2,2 mil trabalhadores. Mas trata-se de um sinal de que a situação na cadeia automotiva começou a se complicar. A filial brasileira da TRW é uma fornecedora importante para empresas do setor automotivo nos Estados Unidos.

Nas outras duas empresas da região que fizeram demissões esta semana, a maior quantidade de dispensas foi na DNP Torque, uma fabricante de conjuntos soldados e peças estampadas. Nessa empresa, as demissões chegam a 480, o que equivale a 27% do efetivo. A Invicta Vigorelli, outra metalúrgica fornecedora da indústria automobilística, demitiu em torno de 180 trabalhadores, segundo o sindicato. Os números não foram confirmados por nenhuma dessas duas empresas.

Segundo o diretor do sindicato, Francisco Paulo Costa e Silva, nos dois últimos casos as empresas alegam a suspensão de diversos pedidos das montadoras que entraram em férias coletivas. No caso da Torque, a companhia é uma importante fornecedora da Volkswagen.

O sindicalista diz que outras autopeças decidiram dar férias coletivas para acompanhar os clientes. O estoque de veículos no país equivale aproximadamente a 40 dias de vendas.

(Marli Olmos | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG