O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas (SP) vai convocar a direção da Embraer para uma audiência de conciliação no dia 5 de março com os representantes dos trabalhadores da empresa, que demitiu na semana passada 4.270 funcionários por carta.

A assessoria de imprensa do TRT de Campinas informou que até amanhã o presidente da instituição, desembargador Luis Carlos Candido Martins Sotero da Silva, julgará se aceita um pedido de liminar movido pela Força Sindical e Conlutas, solicitando a reintegração dos empregados dispensados até que ocorra a reunião no TRT.

Se a liminar for deferida pelo presidente do TRT de Campinas, os 4.270 trabalhadores voltarão a ser funcionários da Embraer. Caberá à audiência de conciliação tentar encontrar uma solução satisfatória para os trabalhadores e a empresa. Se não for firmado um acordo no encontro da próxima semana, o caso irá para julgamento por uma sessão de dissídio coletivo, que poderá ocorrer duas semanas depois e contará com 12 desembargadores do TRT.

Leia mais sobre Embraer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.