São Paulo, 20 - O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Edílson Guimarães, disse hoje, durante o 15º Congresso Internacional do Trigo, em Curitiba, que a cultura é prioridade para o governo. Até 2012, o Brasil deverá produzir 60% do que é consumido no País, libertando-se em parte da importação do trigo argentino.

Para isso, o governo está lançando uma série de mecanismos de apoio à comercialização", disse em nota veiculada pelo Ministério da Agricultura.

Para o secretário, eventos como o que está sendo realizado em Curitiba são essenciais para os ajustes que deverão ser feitos nesses instrumentos, como o da Aquisição do Governo Federal (AGF), leilões de Prêmio de Escoamento do Produto(PEP) para as regiões Norte e Nordeste e nos leilões de contratos de opção de venda, por meio do qual o agricultor pode comprar o produto e entregar na data fixada, que é março de 2009, podendo antecipar para janeiro.

A estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra que está sendo colhida é de uma produção de 5,7 milhões de toneladas do cereal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.