Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Trichet estimou resgate da Fannie Mae e Freddie Mac em caso excepcional

Bruxelas, 10 set (EFE).- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, estimou hoje a decisão das autoridades americanas de intervir nas entidades hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac, levando em conta as circunstâncias excepcionais.

EFE |

Em nome do BCE e da comunidade de bancos centrais, Trichet recebeu favoravelmente a intervenção de Washington nas duas entidades, nas quais planeja injetar capital.

"É uma decisão muito importante", considerou o economista francês, em discurso no Parlamento Europeu, e lembrou que, na situação atual, é fundamental que os Governos e os bancos centrais adotem as medidas "corretas".

Segundo ele, em circunstâncias excepcionais, os bancos centrais têm a obrigação de oferecer ajuda de liquidez imediata, sempre após uma avaliação e após comprovar que há risco de falta de liquidez.

No entanto, precisou que se o problema é de solvência, e não de liquidez, é necessário outro tipo de ação, o que afetaria, ressaltou, o dinheiro dos contribuintes.

Sobre a presença de investidores europeus na Fannie Mae e na Freddie Mac e o efeito que a intervenção estatal pode ter na Europa, Trichet se limitou a afirmar que, provavelmente, "há interesses europeus em jogo".

No entanto, insistiu em que, com a decisão de intervir nos dois gigantes hipotecários, o Departamento do Tesouro americano "assumiu suas responsabilidades", com base no mandato que tinha sido dado previamente pelo Congresso. EFE epn/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG