Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Trichet dá a entender que juro pode cair pela 3ª vez

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, rompeu ontem seu habitual silêncio sobre a política monetária e revelou que a instituição deve reduzir os juros pelo terceiro mês consecutivo. A declaração, feita durante uma visita ao Cairo, no Egito, surpreendeu o mercado por sinalizar, com uma semana de antecedência, o resultado da reunião do Comitê de Política Monetária marcada para 4 de dezembro.

Agência Estado |

Questionado por jornalistas sobre uma nova redução da taxa básica de juros, hoje em 3,25%, Trichet respondeu: "Nós estamos prontos a tomar todas as medidas necessárias para fornecer liquidez em curto prazo aos mercados financeiros".

De imediato, a frase foi interpretada pelo mercado na Europa como sendo a admissão de que o BCE vai, efetivamente, reduzir a taxa de juros.

À tarde, na Alemanha, o diretor do Banco Central alemão, Axel Weber, ele próprio membro do BCE, reforçou a suspeita, ao ser interpelado pela imprensa alemã. "O BCE tem margem para continuar reduzindo as suas taxas", afirmou.

As declarações foram bem recebidas pelo governo da França, que há um ano e meio vem pressionando a instituição pelo afrouxamento da política monetária. A ministra da Economia, Christine Lagarde, disse que a medida seria positiva. "Um esforço a mais, Trichet, seria muito bom", pediu Christine.

A dúvida na Europa agora é em torno de quanto será a redução. Em setembro, a taxa básica de juros caiu 0,5 ponto porcentual, índice repetido em outubro. Segundo o jornal francês Les Echos, economistas e operadores de mercado aguardam uma queda de mais 0,5 ponto procentual em dezembro, acelerando-se em janeiro, quando seria novamente diminuída em 0,75 ponto porcentual.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG