BRASÍLIA - O diretor-executivo afastado da Polícia Federal (PF), delegado Romero Menezes, foi solto na madrugada de hoje, segundo informou a assessoria de imprensa da PF.

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1º Região revogou a prisão do delegado acusado de vazar informações da operação Toque de Midas e também de favorecer uma empresa do irmão.

A Corregedoria-Geral da Polícia Federal determinou a abertura de um procedimento disciplinar para investigar as denuncias contra o delegado.

O delegado está afastado do cargo e o diretor de Combate ao Crime Organizado, delegado Roberto Ciciliatti Troncon Filho, está substituindo Menezes até o fim das investigações.

"(Agência Brasil)"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.