SÃO PAULO - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitou as contas do diretório estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB) referentes ao exercício de 2005. As informações são da Justiça Eleitoral de São Paulo.

A decisão do tribunal suspende a cota do fundo partidário ao PSB pelo período de quatro meses e determina o recolhimento ao fundo de R$ 55.489,62, quantia arrecadada pelo partido que não foi devidamente comprovada, segundo o tribunal.

De acordo com o TRE-SP, o PSB deixou de comprovar R$ 19.866,62 de contribuições de parlamentares, R$ 19.347,00 provenientes de filiados, e R$ 16.276,00 de simpatizantes. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.