SÃO PAULO - Os vereadores Carlos Apolinário (DEM) e Gilson Barreto (PSDB), cassados pelo juiz Aloisio Silveira, terão seus recursos julgados hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). O efeito suspensivo da sentença permitiu que os dois permanecessem no cargo até o julgamento.

O relator do caso é o juiz Flávio Yarshell. No mês passado, Silveira cassou o mandato do prefeito paulistano Gilberto Kassab (PMDB), e de sua vice, Alda Marco Antônio (DEM), além de outros 22 vereadores. Todos recorreram e conquistaram o efeito suspensivo. Por isso, a decisão do tribunal hoje sobre o recurso dos vereadores será decisiva e terá impacto direto sobre o julgamento dos outros políticos cassados que recorreram.

Silveira acolheu denúncia do Ministério Público que apontou doação ilegal de campanha durante as eleições municipais de 2008. No caso de Kassab e Alda, 33,5% dos R$ 29,8 milhões declarados na prestação de contas foram considerados irregulares. A maior parte dos recursos foi repassada por sete construtoras e pela Associação Imobiliária Brasileira (ABI), suspeita de ser uma companhia fantasma, criada pelos sindicatos imobiliários.

A Justiça Eleitoral proíbe que candidatos ou partidos políticos recebam doações de empresas concessionárias ou permissionárias de serviço público.

(Fernando Taquari | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.