Um plano elaborado pelo Tesouro e a Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), a agência federal de garantia de depósitos bancários, para reduzir o número de execuções de hipotecas nos Estados Unidos, abrangeria 3 milhões de mutuários, a um custo estimado entre 40 bilhões e 50 bilhões de dólares, detalharam nesta quinta-feira o Washington Post e The Wall Street Journal.

Citando fontes ligadas ao caso, os dois cotidianos afirmam que é iminente um acordo entre as duas instituições estatais.

"Isso representaria uma mudança importante em relação ao plano de resgate (bancário, também chamado plano Paulson) centrado até agora, exclusivamente, em bancos e outras instituições financeiras", destacou o Post.

Na situação atual, 7,3 milhões de famílias ficarão em atraso no pagamento da dívida entre 2008 e 2010 e 4,3 milhões poderiam perder suas casas, segundo o site de pesquisa Moody's Economy.com.

fka/fga/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.