Os três principais diretores executivos do banco francês Caisse dEpargne se demitiram neste domingo depois da recente perda na bolsa de 600 milhões de euros.

Os três diretores são o presidente Charles Milhaud, o diretor-geral Nicolas Mérindol e Julien Carmona, encarregado das finanças e riscos.

A decisão foi tomada durante um conselho de vigilância extraordinário realizado neste domingo para decidir a sorte dos executivos da entidade depois desse episódio.

Milhaud será substituído por Bernard Comolet, presidente do banco para a região parisiense.

evs-tu/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.