Tamanho do texto

A transformação de Paraisópolis em bairro é um processo irreversível, disse a coordenadora do Programa de Urbanização de Paraisópolis, Maria Teresa Diniz. Para retirar pessoas de áreas de risco, assentadas em barracos próximos de córregos, a Secretaria Municipal de Habitação prevê a remoção de 2,4 mil famílias.

Elas serão levadas aos três conjuntos habitacionais em construção em Paraisópolis ou a apartamentos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). Maria Teresa orienta os moradores a entrarem com a ação do usucapião.

"Quem está aqui desde 97 também pode ser beneficiado com a regularização fundiária. Já adquirimos 192 lotes de antigos proprietários e regularizamos 2 mil imóveis de famílias cadastradas entre 2004 e 2005."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.