Milhares de funcionários da Renault desafiaram a forte chuva que caía neste sábado e fizeram uma passeata em Valladolid (centro), em protesto pelo plano de redução de empregos nas quatro fábricas da montadora francesa na Espanha.

Os manifestantes - cerca de 25.000, segundo os sindicatos, e 16.000, de acordo com a polícia - marcharam pela cidade, antes da leitura de um comunicado no qual pediam a garantia de seus postos de trabalho, informou a imprensa local.

"Se isso não se resolver, guerra, guerra, guerra", gritavam.

A direção da Renault na Espanha propôs, em 3 de dezembro, um plano para reduzir em 2009 o número de funcionários nas duas fábricas instaladas em Valladolid, em uma terceira, perto de Palencia (centro-norte), e em uma quarta, em Sevilha (sul).

A Renault emprega cerca de 11.000 pessoas na Espanha. Desse total, 9.800 trabalham nessas quatro unidades.

wdb/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.