Porto Alegre, 15 - Os funcionários da fábrica de máquinas agrícolas John Deere em Horizontina, no noroeste do Rio Grande do Sul, entraram em greve hoje por tempo indeterminado. A paralisação atinge cerca de 1,3 mil empregados da linha de produção, além de pessoal administrativo, conforme o presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado, Milton Viário.

Eles argumentam que não houve avanço em nenhum dos pontos da pauta de reivindicações, durante reunião com a diretoria da empresa na sexta-feira. Eles pedem reposição linear de 10% a partir de março, adicional de insalubridade para todos os funcionários com tarefas sujeitas ao benefício, retirada de câmeras de vigilância instaladas na linha de produção e retomada das férias coletivas entre o Natal e o Ano Novo, que em 2009 não foram adotadas. A John Deere ainda não comentou a decisão da categoria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.