Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Trabalhadores brasileiros protestam contra demissões no Japão

Cerca de 200 trabalhadores brasileiros protestaram no sábado contra as demissões das companhias japonesas, que estão obrigando muitos a deixar o país apesar de sua origem nipônica e de viverem no Japão há mais de duas décadas.

AFP |

Os manifestantes, que incluíam mães com seus filhos, percorreram o centro do luxuoso distrito comercial de Ginza, em Tóquio, pedindo o apoio do governo para obter um emprego estável.

Muitos manifestantes, com bandeiras brasileiras, pediam "trabalho para 320.000" brasileiros no Japão. "Somos brasileiros!" gritavam. "As empresas devem parar de nos utilizar como mão-de-obra descartável", exigiam.

Desde 1990, o Japão tem concedido vistos de trabalho especiais para centenas de milhares de brasileiros de origem japonesa, muitos dos quais cobriam postos temporários como trabalhadores manuais nas fábricas.

Em meio à recessão global muitos estão perdendo seus empregos e se vêem obrigados a retornar ao Brasil, eclipsados pelos 85.000 temporários japoneses que também perderam seus empregos desde março.

"Não importa o quanto trabalhamos no Japão, cortam nosso emprego porque somos temporários", disse Midori Tateishi, de 38 anos, que chegou ao Japão há quase 20 anos. "Muitos de nós estamos sem nada com nossos filhos e a hipoteca".

No ano passado, Japão e Brasil comemoraram o centenário da chegada do primeiro grupo de imigrantes japoneses ao Brasil em busca de uma vida melhor.

No Brasil vivem mais de 1,2 milhão de descendentes de japoneses, chamados de "nisseis" e considera-se que formam a maior população de origem japoNesa fora do Japão.

oh/dm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG