Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Toyota garante liderança em vendas no semestre

A Toyota vendeu 4,81 milhões de veículos na primeira metade do ano, garantindo assim a liderança mundial no mercado automobilístico no período, à frente da General Motors, que comercializou 4,54 milhões de unidades, uma diferença de 277 mil veículos a menos. Em 2007, a GM conseguiu segurar o posto de líder mantido por 77 anos com pouco mais de 3 mil unidades à frente da marca japonesa.

Agência Estado |

Os negócios mundiais da Toyota cresceram 2% em relação ao primeiro semestre do ano passado, enquanto os da GM caíram 3%. Só nos EUA, as vendas da marca encolheram 15,3%.

A Toyota já havia superado a GM em vendas no primeiro trimestre. No segundo, vendeu 130 mil unidades a mais que a concorrente, um total de 2,41 milhões de veículos, ante 2,28 milhões da GM.

Para o ano todo, a marca japonesa previa vendas de 9,85 milhões de veículos, mas deve rever esse número para baixo no próximo mês. Já a GM fala apenas em "mais de 9 milhões" de unidades. A GM deve divulgar seu balanço financeiro na próxima semana - que deve manter-se no vermelho - e a Toyota no início de agosto, com dados positivos.

A GM informou que a queda verificada este ano é resultado de fatores econômicos e problemas trabalhistas nos EUA. A empresa anunciou este mês novo plano de cortes de custos, com redução de salários, de produção e vendas de ativos para tentar obter US$ 15 bilhões necessários para reerguer suas finanças até o fim de 2009.

"A Toyota também não está obtendo bons resultados nas vendas de utilitários e picapes nos EUA, mas está em boa posição no segmento de carros pequenos e sedãs médios", disse Erich Merkle, analista da consultoria Crowe Chizek and Co. As vendas da marca japonesa no mercado americano despencaram 7% no semestre.

Já em regiões fora dos EUA como América Latina - liderada pelo Brasil - Europa e Ásia, a GM registrou vendas recorde. Mercados emergentes também ajudaram a Toyota, principalmente a China.

A Toyota tem pouca representatividade no Brasil, com vendas de apenas 41,2 mil unidades este ano, mas na semana passada anunciou a compra de um terreno em Sorocaba (SP) para construir nova fábrica. A unidade entrará em operação em 2011 e terá capacidade para 150 mil veículos ao ano, um modelo compacto que está sendo desenvolvido no Japão com ajuda de engenheiros brasileiros.

A GM do Brasil, por sua vez, é a terceira maior operação da montadora no mundo, atrás da China e Estados Unidos, e vendeu de janeiro a junho 287,4 mil veículos, um aumento de 32% em relação ao ano passado.

Segundo previsões da GM, será graças a mercados como os do Brasil, Rússia, Índia e China (o chamado BRIC) que a venda somada de todas as montadoras deve ficar na casa dos 72 milhões de veículos em 2008, um crescimento de 2,5% em relação a 2007.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG