Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Toyota cortará salário de diretores, diz imprensa

TÓQUIO - A japonesa Toyota, maior fabricante de carros do mundo, planeja cortar consideravelmente o salário de seus diretores devido aos maus resultados da empresa, afirma a agência de notícias local Kyodo.

Redação com agências internacionais |

A margem de corte salarial não está ainda fixada, mas deve ficar entre 20% e 30%, segundo fontes da empresa citadas pela "Kyodo".

A Toyota, que já acordou não pagar incentivos a seus executivos no ano fiscal 2008, fará o anúncio dos cortes na próxima semana, quando divulgará seus resultados. Nestes dados, pela primeira vez em seus mais de 70 anos de história, a empresa terá perdas operacionais.

Segundo o jornal "Nikkei", a Toyota Motor revisará ainda mais para baixo suas previsões de perdas operacionais no atual ano fiscal, que termina em março, para 400 bilhões de ienes (US$ 4,47 bilhões).

A Toyota havia anuncia em dezembro passado que neste ano fiscal registraria perdas de operações de 150 bilhões de ienes (US$ 1,676 bilhão).

A empresa já começou a tomar medidas para reduzir seus estoques e fechará suas fábricas no Japão por 11 dias entre fevereiro e março.

Balanço das empresas:

 

Leia mais sobre: crise financeira

Leia tudo sobre: salário

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG