Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Toyota cortará produção pela metade entre fevereiro e abril

Tóquio - A Toyota, maior fabricante de automóveis do mundo, reduzirá pela metade sua produção no Japão entre fevereiro e abril frente aos volumes do ano passado, para nove mil unidades diárias, assegura neste sábado a agência de notícias local Kyodo.

EFE |

Hoje mesmo, a montadora suspendeu a produção em 11 das 12 fábricas que tem no país, como já tinha anunciado, em resposta à queda das vendas de carros no mundo todo.

É a primeira vez que Toyota suspende operações nessa escala desde agosto de 1993, quando durante um dia cancelou a fabricação em todas as suas fábricas domésticas devido à forte valorização do iene frente ao dólar.

Fontes da indústria automotiva citadas pela "Kyodo" afirmaram que a Toyota cortará sua produção entre fevereiro e abril para cerca de nove mil unidades por dia de operação, abaixo do limite de rentabilidade.

A fabricação de 11 mil unidades diárias é considerada o limite de rentabilidade pela Toyota, cuja média de produção foi no ano passado de perto de 20 mil também por dia.

Seu plano para fazer frente à crise da indústria passa, além disso, por suspender a produção durante um total de 14 dias entre janeiro e março, geralmente durante os fins-de-semana.

Previamente, a Toyota já havia parado em dezembro passado a produção em duas fábricas que faziam veículos destinados à exportação à América do Norte, o mercado mais afetado pela crise global.

Leia mais sobre Toyota

Leia tudo sobre: toyota

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG