O governo incluiu no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) uma previsão de investimentos de cerca de R$ 93 bilhões a serem feitos pela Petrobras e empresas parceiras na exploração e produção da camada pré-sal, localizada abaixo do leito marinho, até 2020. O montante se insere no acréscimo de R$ 313 bilhões nas verbas do PAC anunciado hoje tanto para o período até o fim do Governo Lula quanto depois disso.

Dos investimentos previstos para o pré-sal, o maior montante listado no PAC, de R$ 38,2 bilhões, corresponde ao orçamento para a compra de 28 sondas para perfuração de águas profundas. Além disto, foram incluídos R$ 6,5 bilhões para projeto piloto do Campo de Tupi. Inicialmente, o governo divulgou que o investimento no piloto de Tupi seria de R$ 9,3 bilhões, o que resultaria num total de R$ 96 bilhões em investimentos no pré-sal até 2020, mas a Casa Civil corrigiu o valor para Tupi para R$ 6,5 bilhões, o que leva o total para R$ 93 bilhões.

O governo espera iniciar esse piloto até o fim de 2010. O teste duraria aproximadamente sete meses até o fim de julho de 2011.

Além disso, o governo espera iniciar em maio deste ano o chamado teste de longa duração de Tupi, que demandará investimentos de R$ 250 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.